Em recente decisão judicial, o escritório conquistou mais uma vantagem salarial para o magistério estadual. Há muito tempo vem sendo descumprida pelo Estado do RS, a lei do piso, neste julgado o judiciário reconheceu o direito da professora a reserva de 1/3 da carga horária para atividades extraclasse, e condenou o Estado ao pagamento pecuniário destas horas extras, com reflexos na lei do piso nacional. Sendo assim, as horas atividades, realizadas pelos professores, serão devidamente indenizadas. Caso tenha interesse em ajuizar a demanda estaremos pronto para esclarecer qualquer dúvida.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *